Osvaldo Cruz, Terça, 17 de Setembro de 2019

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 04/04/2011 às 12h27:

Bruno Covas garante projetos do meio ambiente em OC

Secretário participou da assembleia da AMNAP neste sábado, 2, e deve visitar Osvaldo Cruz em junho

Daniel Torres (MTb.: 51.540/SP) e Giuliano Panvéchio (MTb.: 46.291/SP) - Assessoria de Imprensa

Tamanho da letra A- A+

 
9c4960d0ce054a1d90edab4fee21b465.JPG

O prefeito Valter Luiz Martins esteve em viagem a São Paulo na semana passada e reuniu-se com o secretário de Estado do Meio Ambiente, Bruno Covas, que garantiu projetos do setor no município.
 
Entre os assuntos apresentados ao secretário estavam a implantação do sistema de coleta seletiva do lixo na cidade, a construção do aterro sanitário ao lado da Usina de Compostagem do Lixo, o projeto do horto florestal em parceria com a empresa Granol e a conclusão das obras de reforma dos centros comunitários das vilas São Jorge (conhecida como São José) e Paraíso (antigo Plimec).
 
“Colocamos algumas questões importantes relacionadas à pasta dele, que é o Meio Ambiente, uma secretaria que tem muitos recursos e que podemos firmar parcerias que possam resultar numa qualidade de vida melhor”, destaca Valtinho.
 
Coleta seletiva
 
No dia 18 de março a Prefeitura anunciou o início do projeto de implantação do sistema de coleta seletiva do lixo na cidade. De acordo com a secretaria municipal de Agricultura e Meio Ambiente, o assunto está sendo elaborado há um ano e deve ser implantado de fato no fim do primeiro semestre.
 
Basicamente a coleta seletiva de lixo consistirá na participação dos moradores na separação do que é lixo reciclável do que não pode ser reaproveitado. Também haverá necessidade dos moradores separarem o lixo orgânico. O projeto propõe ainda uma parceria com os catadores do município a fim de organizar o setor.
 
“A nossa proposta é organizar para que eles [catadores] possam ter uma vida mais tranquila e uma qualidade de vida melhor. Para se ter uma ideia, nas cidades em que foi implantada a coleta seletiva, os catadores chegam a ganhar até R$ 900 e, da forma que está hoje em Osvaldo Cruz, ganham no máximo R$ 200 por mês”, comenta o prefeito que indica a abertura de pelo menos 40 frentes de trabalho na área.
 
Da secretaria de Estado do Meio Ambiente, a Prefeitura espera recursos para melhorias nas prensas dos materiais coletados, ampliação e adequação do barracão onde são realizados os serviços de separação do lixo coletado e a aquisição de um novo caminhão para a coleta. “Tivemos um sinal positivo do secretário para a compra do caminhão”, comemora Valtinho.
 
Ainda na secretaria do Meio Ambiente, o prefeito apresentou a Bruno Covas o projeto de construção do aterro sanitário do município, a ser implantado ao lado da Usina de Lixo em terreno de 5,5 alqueires, e que prevê atender as exigências da legislação. “Mas a secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo não destina recursos para aterros sanitários. Vamos ter que fazer isso com recursos próprios ou alguma parceria”, emenda.
 
Horto florestal
 
Em parceria com a empresa Granol, a Prefeitura elabora o projeto de implantação do Horto Florestal Municipal, na antiga área da família Trovó (de 10 alqueires), na região da APAE, em que serão feitos experimentos com o plantio de mudas de macaúba, eucalipto, café, pupunha, entre outros, que poderão servir para aproveitamento na extração de óleo para biodiesel.
 
Essa experiência de aliar um horto florestal com a produção de biodiesel é pioneira no estado de São Paulo. O secretário Bruno Covas se comprometeu a vir a Osvaldo Cruz no mês de junho para o lançamento da implantação do projeto.
 
Centros comunitários
 
No ano passado, em viagem à capital paulista, o prefeito Valtinho assinou convênios com a secretaria estadual de Assistência e Desenvolvimento Social para a reforma e construção de dois centros comunitários na cidade. Os convênios somam mais de R$ 150 mil.
 
A assinatura dos convênios foi mediada pelo então deputado estadual Bruno Covas (PSDB). O prefeito estava acompanhado da presidente do Fundo Social de Solidariedade e primeira-dama de Osvaldo Cruz, Marilza Cavallini Martins.
 
São R$ 63.393,41 de recursos a serem investidos na reforma e construção de duas salas, refeitório e sanitários, muro de fechamento e adequação do telhado do Centro Comunitário “Antônio Rossi Morelli”, na avenida Brasil, 1.759, na vila Paraíso. Destes, R$ 51 mil são recursos provenientes do governo do Estado e R$ 12.393,41 de contrapartida do município.
 
No Centro Comunitário “Spártaco Astolfi”, na rua Manoel dos Santos, 940, vila São Jorge (conhecida como vila São José), o investimento será da ordem de R$ 86.636,59 para reforma e ampliação do local. Do montante, R$ 68 mil são verbas estaduais e R$ 18.636,59 da Prefeitura.
 
O atual secretário do Meio Ambiente se comprometeu a estar na inauguração dos locais no mês de junho.
 
AMNAP
 
O prefeito Valtinho, que também preside a Associação dos Municípios da Nova Alta Paulista (AMNAP) confirmou a presença do secretário Bruno Covas na próxima assembleia da entidade neste sábado, 2, às 9 horas, no salão nobre do Tupi Tênis Clube, em Tupi Paulista. Covas deve falar sobre o tema "Ações em favor do meio ambiente regional".
 

“Na ocasião, os prefeitos da região vão poder apresentar ao secretário os problemas relacionados à questão ambiental nas cidades da Nova Alta Paulista”, conclui o prefeito e presidente da AMNAP.

  • Nenhum registro encontrado
Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados