Osvaldo Cruz, Domingo, 18 de Agosto de 2019

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 07/10/2010 às 12h21:

Valtinho avalia cenário político pós-Eleições 2010

Para o prefeito, Osvaldo Cruz ganha com o resultado das urnas em 3 de outubro

Daniel Torres (MTb.: 51.540/SP) - Assessoria de Imprensa - Colaborou: Pedro Afonso

Tamanho da letra A- A+

 
9f31c1a805a304df5eb0e64fccd1c702.jpg

Logo após a divulgação oficial do resultado das Eleições Gerais deste domingo, 3, o prefeito de Osvaldo Cruz, Valter Luiz Martins, avaliou o novo cenário político estadual (tanto no âmbito do Executivo como do Legislativo, neste caso, estadual e federal) e sua repercussão para a comunidade osvaldocruzense e a administração municipal.
 
Para Valtinho, Osvaldo Cruz ganha com o resultado das urnas do último pleito. “O município tem seus compromissos político-partidários e então se vê a representatividade que Osvaldo Cruz deverá ter na Assembleia Legislativa, no Governo do Estado de São Paulo, no Senado e também na Câmara Federal. Numa avaliação geral, acho que isso ficou muito positivo para nós”, comentou.
 
Ele ressaltou a votação expressiva que o deputado federal Edson Aparecido (PSDB) obteve na cidade e relacionou esse resultado ao trabalho realizado pelo parlamentar em prol da região em Brasília. “Vejo que com esse quadro de deputados federais, estamos bem representados porque, além do Edson (Aparecido), tivemos vários deputados bem votados que são da base aliada e que, com certeza, também têm compromisso com o município”, salientou.
 
Deputados estaduais
 
No quadro estadual, o deputado Reinaldo Alguz (PV, partido do vice-prefeito Luiz Antônio Gumiero) foi o candidato mais votado em Osvaldo Cruz (obtendo 2.812 votos ou 17,36%), sendo reeleito com 78.964 votos no Estado e é um dos únicos representantes da Nova Alta Paulista na Assembleia Legislativa.
 
Mauro Bragato (PSDB) obteve a terceira maior votação em Osvaldo Cruz (1.491 ou 9,21%), sendo reeleito com um total de 123.283 votos e também deve representar a região no Legislativo estadual, ao lado de Ed Thomas (PSB), reeleito com 57.853 votos (316 em Osvaldo Cruz, sendo o 8º mais votado na cidade).
 
Além deles, Dilador Borges (PSDB) e Adriana Rodrigues (PV) também pleitearam o cargo, mas, sem sucesso. “Temos tantos outros que foram bem votados aqui e que não conseguiram a vaga, mas acho que a base ficou muito bem servida com relação a esse apoio que teremos desses políticos daqui para frente para finalizar o mandato que tem mais dois anos e alguns meses”, completou o prefeito.
 
Governo e Senado
 
“Com relação ao Governo do Estado, não poderia ser melhor. Eu digo que o Geraldo Alckmin, com Osvaldo Cruz, não tem somente laços e compromissos de política administrativa, ele tem afeto e amizade com a cidade e acho que, sem dúvida nenhuma, para nós a eleição dele foi muito positiva”, comentou Valtinho sobre a eleição de Geraldo Alckmin como governador de São Paulo logo no primeiro turno.
 
Para o Senado, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) foi o candidato mais votado do Estado, com um total de 11.189.168 de votos ou 30,42%, repetindo o favoritismo em Osvaldo Cruz, onde recebeu 10.765 votos (40,4%). “Isso mostra que a população do Estado de São Paulo precisava ter uma representatividade melhor no Senado e, com certeza, com o Aloysio terá essa oportunidade”, exclamou.
 
Segundo turno
 
Valtinho defendeu o segundo turno das eleições presidenciais como oportunidade para um melhor debate sobre os rumos do país.
 
“Precisávamos levar a questão da presidência para o segundo turno para que tivéssemos a oportunidade de apreciar melhor os dois candidatos e assim ter a decisão sobre quem deve governar o país nos próximos quatro anos”, concluiu.
 

O prefeito ainda agradeceu a forma como as eleições foram conduzidas no município, a qual definiu como “ordeira e pacífica”.

Foto: Divulgação

  • Nenhum registro encontrado
Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados