Osvaldo Cruz, Sábado, 19 de Janeiro de 2019

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 01/07/2015 às 15h36:

Prefeitura vai notificar Aterpa sobre dano causado a área onde havia lagoa

Há suspeita de dano ambiental em relação a área de preservação permanente

Assessoria de Imprensa

Tamanho da letra A- A+

 

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Osvaldo Cruz enviou uma engenheira ambiental até o empreendimento Residencial Beija-Flor nesta sexta-feira (26) para verificar a denúncia sobre eventual dano ambiental por parte de funcionários da empresa Aterpa, que realiza a construção do novo bairro com 450 casas no sistema Minha Casa, Minha Vida.

Na quinta-feira, 25, populares denunciaram o esgotamento de uma lagoa localizada na área institucional do "Beija-Flor".

A suspeita é que o local haja uma APP (área de preservação permanente). "Eles (Aterpa) fizeram tipo de um esgotamento [de água ] nessa área e nós pedimos que eles nos apresentassem a documentação permanente. Se a documentação não for apresentada no prazo dado, como Secretaria de Meio Ambiente iremos notificá-los para que tomem as providências no sentido da recuperação do dano causado", disse a engenheira ambiental, Roseli Nogueira.

Segundo a técnica, a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) ainda é o órgão responsável pela fiscalização no empreendimento porque o Conjunt Beija-Flor ainda não foi oficialmente entregue para a Prefeitura de Osvaldo Cruz.

"Entretanto, como Secretaria de Meio Ambiente, temos como notificá-los. O prazo é de 30 dias para a apresentação da documentação. Caso isso não ocorra haverá comunicação para a Cetesb e a Secretaria de Meio Ambiente vai acompanhar a fiscalização e demais providências", disse Roseli Nogueira.

  • Nenhum registro encontrado
Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados