Osvaldo Cruz, Sábado, 19 de Janeiro de 2019

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 22/01/2013 às 18h04:

Prejuízos com as chuvas ultrapassam R$ 1 milhão

Na zona rural, pelo menos cinco pontes foram danificadas; na cidade, duas casas estão interditadas

Giuliano Panvéchio (MTb.: 46.291/SP) - Assessoria de Imprensa

Tamanho da letra A- A+

 
e57cfdf97c4d295babd48f177bbbc41d.JPG

As fortes chuvas que atingiram Osvaldo Cruz na semana passada trouxeram um prejuízo estimado de R$ 1 milhão. O número foi divulgado na sexta-feira, 18, pela presidente da Comissão Municipal de Defesa Civil (Comdec) da cidade, Cássia Andréa Gimenes Otoboni Luz.

De acordo com a arquiteta, além do problema com 47 famílias na vila Esperança, houve destruição de pontes na zona rural. No total duas famílias estão desabrigadas e há perto de 170 pessoas atingidas pelas chuvas.

Na área urbana a canalização do córrego Valesburgo, na avenida Prefeito Valdemar de Oliveira Lima, houve deslocamento de terra e destruição da linha de tubos que foi inaugurada recentemente.

A presidente da Comdec, Cássia Andréa Luz, confirmou uma segunda casa interditada na cidade e que pelo menos quatro pontos na zona rural houve comprometimento de estradas: Ponte Seca (duas pontes), Canguçu (uma ponte de concreto de 15 metros foi levada pelas chuvas), Jangada (ponte) e entre a Lagoa Azul e o Coqueiros (cabeceira de ponte comprometida).

Sobre o morador que teve a casa interditada na área urbana, Cássia explicou que se trata de uma moradia na vila Cavaru e lá mora um homem já idoso e sozinho. “Ele foi levado para a casa de parentes porque também havia problemas no alicerce”, explicou.

A arquiteta Cássia Andréa ressalta que a Defesa Civil do Estado já foi comunicada dos prejuízos. Na última sexta-feira, 18, foram entregues alguns kits já encaminhados pela Defesa Civil do Estado.

Valesburgo

A obra de canalização do córrego Valesburgo no prolongamento da avenida Prefeito Valdemar de Oliveira Lima, na região da Santa Casa, foi danificada pelas chuvas. A obra, que demorou mais de 20 anos para ser feita, foi parcialmente destruída devido às chuvas da semana passada.

A linha de tubos que começa na região da Secretaria de Indústria e Comércio e vai até a avenida Valdemar de Oliveira Lima foi parcialmente destruída devido à lama que desceu pelo fundo de vale em ambos os lados.

O secretário de Serviços e Operações Urbanas, Adelino Alves da Silva, destacou que onde os tubos foram danificados terão que ser trocados. “Os tubos quebraram devido à ação do deslocamento de terra”, disse Silva sem precisar o valor do prejuízo.

Crédito da foto: Ocnet
  • Nenhum registro encontrado
Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados