Osvaldo Cruz, Segunda, 22 de Julho de 2019

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 11/11/2010 às 14h55:

Valtinho anuncia verbas estaduais para áreas sociais e de lazer

Centro comunitário, concha acústica e projeto de revitalização do centro estão na pauta

Daniel Torres (MTb.: 51.540/SP) - Assessoria de Imprensa

Tamanho da letra A- A+

 
64d19fcf3ac1f73f91f70194ff405b04.jpg

O prefeito Valter Luiz Martins esteve em São Paulo esta semana para reunião em algumas secretarias estaduais e trouxe da capital o anúncio do início de várias obras na cidade.
 
Em visita à secretaria de Habitação, Valtinho recebeu a confirmação da liberação de verba no valor de R$ 170 mil para a construção de um Centro Comunitário no Conjunto Habitacional Nelson Cavallini, que deve começar no início de 2011 e ser concluído em 14 ou 15 meses.
 
O local em que será erguido o Centro Comunitário é no terreno ao lado da praça do bairro, inaugurada em junho.
 
“Em toda aquela região, tanto no Jardim Paraíso como no Álvaro Campoy, no Mário Covas, no Jardim Atenas e, agora, também no conjunto José Valter Seviero, não há um espaço suficiente para abrigar um evento maior. Existem centros comunitários pequenos no Jardim Paraíso e no Álvaro Campoy, mas este será maior, para melhor acomodação dos usuários”, adianta o prefeito.
 
Concha acústica
 
Da secretaria de Estado da Cultura, Valtinho recebeu a confirmação da liberação de verba de R$ 70 mil, de emenda do deputado estadual Roberto Felicio (PT) para a construção da Concha Acústica, na área da antiga Fepasa.
 
A obra é uma reivindicação do secretário de Cultura, Olavo Morales Garcia, e do diretor de Cultura do município, Eduardo Amaral Gurgel, para complemento da área, que já abriga pista de caminhada, de skate, academia ao ar livre e quadra de areia.
 
“Esse espaço poderá ser utilizado para atividades culturais, de lazer, encontros religiosos ao ar livre, apresentação de shows e é um espaço que, além de receber esses eventos, vai embelezar o local, por ser um projeto muito bonito”, acrescenta Valtinho.
 
O custo total da obra é de R$ 120 mil, sendo R$ 70 mil por parte da secretaria de Estado da Cultura e os demais R$ 50 mil de contrapartida do município, segundo informa o prefeito.
 
A previsão de entrega é para o aniversário de 70 anos da cidade, em junho de 2011, com um show de inauguração.
 
Revitalização do centro
 
Nesta quinta-feira, 11, a Prefeitura apresenta aos comerciantes da avenida Brasil o projeto de revitalização da região central, que abrange a principal avenida da cidade (desde a rua FEB até a avenida Dr. Miranda) e vias paralelas.
 
“A ideia é ter um shopping a céu aberto e trazer para Osvaldo Cruz muitas pessoas da região para comprar em nosso comércio”, alega o prefeito Valtinho que adianta que, pelo projeto, “haverá espaços para plantas [floreiras], alargamento das calçadas para formar uma espécie de calçadão, iluminação ornamental e identificação [de ruas] moderna”.
 
O projeto custou cerca de R$ 40 mil cujo pagamento foi efetuado em 50% pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), 25% pela Prefeitura e 25% pela Associação Comercial e Empresarial de Osvaldo Cruz (Aceoc) e deve ser apreciado pelos comerciantes.
 
Ainda consta na proposta a redução da velocidade do tráfego na avenida a partir das faixas elevadas, também conhecidas por ‘lombofaixas’ (traffic calming), que são uma espécie de quebra-molas com função de assegurar a passagem dos pedestres pela via, além de bancos, lixeiras e estacionamento para bicicletas.
 
A reunião está marcada para as 19 horas na Associação Nipo-Brasileira de Osvaldo Cruz (antiga ADOC), com participação do arquiteto responsável pelo projeto, representantes da Prefeitura, do Sebrae, da Aceoc, do comércio e da sociedade em geral para opiniões e sugestões a serem incluídas no projeto apresentado.
 

Ainda não há prazo para a execução deste projeto.

  • Nenhum registro encontrado
Comentario

Si

18/11/2010 ás 14:08:50

Fico muito feliz com esse projeto,eu ja tinha isso em mente a muito tempo,inclusive mandei vários e-mails aos órgãos competentes apresentando esta idéia,inclusive,dando detalhes,espero que ele saia mesmo do papel,não é de hoje que eu digo que a cidade só terá a ganhar,se copiar o calçadão de prudente,deixando o trânsito livre,somente em ruas transversais,que cortam a avenida.A avenida tem que virar um grande calçadão,com bancos para descanço,palmeiras e etc,para que as pessoas possam ter liberdade e tranquilidade para fazer suas compras sem se preocupar ou se estressar com o trânsito de veículos na avenida,certamente que isso trará bons frutos para a cidade,não tenho dúvidas.Parabéns a todos os envolvidos pelo projeto!

Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados