Osvaldo Cruz, Segunda, 17 de Junho de 2019

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 11/11/2010 às 14h44:

CDHU atualiza documentos de contemplados das 102 casas

Etapa antecede assinatura de contrato que dá direito de propriedade aos moradores

Daniel Torres (MTb.: 51.540/SP) - Assessoria de Imprensa

Tamanho da letra A- A+

 
b1c957f31b0530df951f5750c4929928.jpg

Uma equipe da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) realizou nesta segunda-feira, 8, no Centro de Convivência dos Idosos (CCI), a etapa de atualização de dados cadastrais das famílias contempladas com moradias no Conjunto Habitacional “José Valter Seviero” (Osvaldo Cruz “H”) para regularização de documentos.
 
Esta etapa antecede a emissão de contrato (com valor de escritura do imóvel) e assinatura do mesmo, que dá direito de propriedade aos futuros moradores do novo conjunto.
 
Segundo o líder do Núcleo de Atendimento Habitacional da CDHU regional de Presidente Prudente, Belvino Bento de Souza Filho, estes são os últimos passos do caminho para a entrega definitiva das moradias às famílias contempladas.
 

“Na etapa seguinte, voltaremos para sortear os endereços, onde cada família saberá o endereço de sua casa e, com isso, vamos, então, emitir os contratos que serão assinados pelos proprietários, ato que faz parte da última etapa burocrática antes da entrega das chaves das casas”, explica Belvino.

Ouça a entrevista de Belvino Bento de Souza Filho, líder do Núcleo de Atendimento Habitacional da CDHU de Presidente Prudente:

 
Quem não compareceu ao mutirão de atualização de dados da CDHU nesta segunda-feira, deve procurar o setor de Habitação da Prefeitura de Osvaldo Cruz a partir do dia 16, munido de RG, CPF, carteira de trabalho, os três últimos holerites, comprovante de residência atualizada e, em caso de alteração na família, como nascimento de novos filhos ou separação do casal, deve-se levar também a certidão de nascimento dos novos filhos e a documentação do processo de separação conjugal.
 
“Pedimos que essas pessoas procurem o quanto antes atualizar seus dados para que não sofram atrasos na entrega das chaves da nova moradia. Só receberão as chaves as famílias com dados atualizados e com contratos emitidos e assinados”, reitera.
 
Comemoração
 
Para os contemplados com as novas moradias, a realização do sonho da casa própria está mais próxima, depois de anos de espera.
 
“Na verdade, nós tivemos três etapas na espera das casinhas: o sonho, o pesadelo e agora a realidade. Porque havia o mutirão de construção das casas, houve o problema e a obra parou, depois recomeçou e agora está na reta final, com os documentos bem adiantados para que seja feita a entrega. A expectativa é a melhor possível porque casa própria é algo muito importante”, define Sebastião Ferreira, um dos contemplados com moradia no novo conjunto habitacional.
 

Ferreira ainda comenta que com a paralisação das obras, em 2007, houve revolta por parte das famílias que trabalhavam no mutirão de construção das unidades habitacionais e que seriam diretamente afetadas pelo atraso da entrega do conjunto. “Mas hoje estamos felizes. Passou o pesadelo”, completa.

Ouça a opinião de Sebastião Ferreira:

 
Para o prefeito Valter Luiz Martins, este momento também é de comemoração porque permite o cumprimento de um compromisso firmado pela administração com as famílias.
 
“O importante é que estamos hoje numa etapa final de documentação, o conjunto também está na etapa final da implantação da total infraestrutura e conseguimos resolver um problema herdado da administração passada na metade do tempo de nosso mandato”, comemora Valtinho.
 
285 casas
 
O prefeito também anunciou que o governo do Estado de São Paulo aprovou a área apresentada para a implantação de um novo conjunto habitacional, após a entrega do conjunto “José Valter Seviero”.
 
A Prefeitura busca agora comprar e regularizar a área, localizada ao lado do conjunto habitacional Augusto Stofaletti, na região da Vila São Jorge (conhecida como Vila São José) e do cemitério, e após essa etapa, é possível abrir inscrições para famílias de baixa renda para a destinação de 285 novas unidades habitacionais a serem erguidas no local.
 

“É um lugar bom, onde temos toda infraestrutura dos demais conjuntos habitacionais instalados na região. E o sistema de construção mudou, não é mais por meio de mutirão, chama-se ‘empreitada global’, em que a empresa vencedora da licitação para construção é responsável pelo material, pela mão-de-obra, enfim, e com isso, ganha-se tempo e rapidez no processo”, adianta Valtinho que comenta ainda da negociação com o Governo Federal para a implantação de 210 unidades habitacionais do programa “Minha Casa, Minha Vida” futuramente no município.

  • Nenhum registro encontrado
Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados