Osvaldo Cruz, Terça, 22 de Janeiro de 2019

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 22/06/2010 às 11h08:

Casos de dengue somam 797 no ano em OC

Desde janeiro, a cidade notificou 1.115 suspeitos. No momento, apenas um paciente aguarda resultado

Daniel Torres (MTb.: 51.540/SP) e Giuliano Panvéchio (MTb.: 46.291/SP) - Assessoria de Imprensa

Tamanho da letra A- A+

 
daa15c34e9ad907699776a6f2d84e29c.jpg

Já chegam a 797 os casos positivos de dengue em Osvaldo Cruz registrados em 2010. O departamento de Vigilância Epidemiológica da Prefeitura confirmou 58 novos casos de dengue nas últimas semanas, elevando o número de constatações positivas da doença na cidade.
 
Desde o início do ano, foram 1.115 notificações, das quais, 683 foram confirmadas e 317 foram descartadas. Entretanto, 114 pacientes tiveram sintomas, mas não se submeteram a exames. O diagnóstico é considerado positivo por sintomas indiretos, mas não por exames clínicos.
 
Sendo assim, os números oficiais elevam os casos para 797 na cidade, com a soma dos 683 confirmados diretamente e dos 114 relacionados indiretamente como dengue, mas que podem ser portadores de outras enfermidades como viroses, por exemplo, que têm sintomas semelhantes.
 
Mesmo com o alto aumento do número de doentes, a incidência dos casos de dengue diminuiu nas últimas semanas em Osvaldo Cruz. No momento, apenas um paciente aguarda resultado.
 
No mês de maio a cidade chegou a registrar mais de 100 casos em duas semanas. Com as baixas temperaturas dos últimos dias e o tempo seco houve redução da infestação do mosquito Aedes aegypti e, consequentemente, diminuição da transmissão da doença.
 
Mas o risco de novas infestações aumenta com as temperaturas mais altas registradas no chamado “veranico” (período de estiagem, acompanhado por calor intenso em pleno inverno).
 
Sintomas
 
Os principais sintomas da doença são: febre alta (39°C a 40°C), dores de cabeça, cansaço, dor muscular e nas articulações, indisposição, enjoos, vômitos, manchas vermelhas na pele, dor abdominal (principalmente em crianças).
 
Caso apresente esses sintomas, recomenda-se não tomar nenhuma medicação por conta própria e procurar atendimento médico em um posto de saúde próximo.
 
Pólio
 
A Vigilância Epidemiológica lembra que está prorrogada até sexta-feira, 25, a campanha de vacinação contra a poliomielite para crianças menores de cinco anos de idade. A meta de vacinação é de 95% e ainda não foi atingida.
 
De uma meta de 1.644 de menores de cinco anos de idade até esta terça-feira, 22, foram vacinadas 1.420, numa cobertura de 86%. A meta é vacinar 95%. Para menores de um ano de idade, a meta de vacinação era de 316 e foram vacinadas 309 (cobertura de 98%).
 
De um a quatro anos e 11 meses e 29 dias, a meta de vacinação é de 1.328, mas foram vacinadas 1.100 (83%).
 
Os locais de vacinação das campanhas citadas são os Programas de Saúde da Família (PSF) das vilas São José, Vale do Sol e Paraíso e o Centro de Saúde.
 
Gripe suína
 
E segue a campanha de vacinação contra Influenza A (H1N1), conhecida popularmente como “gripe suína”, para profissionais de saúde e gestantes, esta sem prazo para terminar.
 
Neste ano não foi diagnosticado nenhum caso de Influenza A (H1N1), na cidade. Mesmo assim, a secretaria de Saúde reforça as recomendações da prevenção da doença.
 
Em 2009, quatro pessoas contraíram a nova gripe em Osvaldo Cruz, sendo a maioria jovens na faixa de 18 a 21 anos.
 
As principais recomendações para se evitar a gripe A são cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente descartável ao tossir ou espirrar e lavar as mãos frequentemente com água e sabão, especialmente depois de tossir ou espirrar.
  • Nenhum registro encontrado
Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados