Osvaldo Cruz, Domingo, 16 de Junho de 2019

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 27/01/2014 às 14h59:

Mutirão de limpeza visa combater dengue e leishmaniose em Osvaldo Cruz

Nenhum caso foi registrado em 2014

Jornal Cidade Aberta

Tamanho da letra A- A+

 

A equipe do Controle de Vetores do Departamento de Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Osvaldo Cruz intensifica o trabalho de fiscalização de quintais e conscientização dos moradores para colaborar na eliminação de possíveis criadouros do Aedes aegypti.

Segundo Stocco, a maior dificuldade no controle da dengue em Osvaldo Cruz é a resistência dos moradores em entender que eles mesmos são responsáveis por cuidar do quintal de seus imóveis. “O ciclo [reprodutivo] do mosquito é muito rápido e varia de oito a 11 dias. Se o morador deixar água parada de oito em oito dias vai criar muito mosquito os funcionários [do Controle de Vetores] não têm a oportunidade de ir à casa de cada morador da cidade a cada oito dias”, explicou ao lembrar que todos os setores da zona urbana apresentam criadouros com larvas do mosquito.

Mutirão de limpeza

Com visita da equipe da Prefeitura à região abaixo da linha férrea nesta semana, em 30 dias o município espera concluir o Mutirão de Limpeza que está em andamento deste novembro do ano passado.

Nesta semana a região visitada abrange da rua Said Jundi até a avenida Estados Unidos, mas até meados de fevereiro a expectativa é que os trabalhos cheguem ao Residencial Monte Líbano, último bairro a receber a limpeza.

Iniciado em novembro de 2013, toda região acima da linha férrea já foi visitada pela equipe de controle de vetores da Vigilância Epidemiológica e servidores da Secretaria de Operações Urbanas e ainda com a utilização de veículos de apoio para retirada de bens inservíveis. No setor abaixo da linha férrea, já foi visitada a região que compreende desde o Residencial Mira Ira até a rua Said Jundi, o que inclui o centro da cidade e demais bairros.

Estão sendo recolhidos materiais como móveis velhos e outros objetos que podem acumular água ou servir como criadouros de animais peçonhentos ou insetos em quintais. O objetivo da ação é evitar também a reprodução do mosquito transmissor da dengue e febre amarela. O foco da ação são os quintais de residências e depósitos de empresas.

E para reforçar os trabalhos de combate às doenças sazonais, a Prefeitura realizou nesta segunda-feira, 20, processo seletivo para a contratação de funcionários para o Controle de Vetores.

  • Nenhum registro encontrado
Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados