Osvaldo Cruz, Sábado, 19 de Janeiro de 2019

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 17/05/2016 às 14h38:

NASF realiza Dia da Luta Antimanicomial nesta semana

Encontro irá acontecer na antiga creche Yaeko Sassaki, que irá abrigar a nova sede do Caps

Assessoria de Imprensa_colaborou Pedro Afonso (Garp Comunicação Integrada)

Tamanho da letra A- A+

 
649cbcb3657810b779c7005ee3949048.jpg

A equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) de Osvaldo Cruz realiza amanhã deste mês, uma ação visa alertar sobre o trabalho da Luta Antimanicomial, movimento que teve início marcado, no Brasil, em 1987, por parte de profissionais de saúde que contribuíram na própria constituição do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em Osvaldo Cruz, houve, recentemente, uma mudança na política de saúde mental que está alinhada com a reforma psiquiátrica nacional e tem, de acordo com a psicóloga Rosana Cristina Coneglian, acompanhar o usuário com dignidade e trazê-lo para a rede de atendimento.

“Com a descentralização do atendimento de saúde mental para as Unidades Básicas de Saúde (UBS) nós sentimos a necessidade de qualificar a rede de atenção psicossocial, pensando em melhorar a assistência das pessoas com sofrimento psíquico”, destacou Rosana.

Ainda de acordo com a psicóloga, o movimento de Luta Antimanicomial tem como meta a substituição progressiva dos hospitais psiquiátricos tradicionais por serviços abertos de tratamento e formas de atenção dignas e diversificadas.

“Essa substituição implica na implantação de uma ampla rede de atenção em saúde mental que deve ser aberta e competente para oferecer atendimento aos problemas de saúde mental da população de todas as faixas etárias e apoio às famílias, promovendo autonomia, descronificação e desinstitucionalização”, explicou.

Dentro do movimento, outra conquista importante foi a aprovação, em 2001, da Lei 10.216, conhecida como Lei Paulo Delgado, que preconiza a reestruturação da atenção da saúde mental.

Residência Terapêutica

Dentro deste trabalho, já existe em Osvaldo Cruz, há quatro meses, a Residência Terapêutica e que, de acordo com a psicóloga Rosana Coneglian, tem tido bons resultados.

“A Residência tem garantido assistência aos usuários desistitucionalizados de forma humanizada”, finalizou Rosana.

O evento de Luta Antimanicomial acontece na próxima quarta-feira, 18, às 14 horas, no prédio da antiga creche, Yaeko Sasaki, onde será a nova sede do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS).

  • Nenhum registro encontrado
Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados