Osvaldo Cruz, Sábado, 19 de Janeiro de 2019

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 31/08/2011 às 11h06:

Santa Casa diminui déficit financeiro e mantém taxa de mortalidade estável

Balanço mostra resultados positivos após período de crise no hospital

Daniel Torres (MTb.: 51.540/SP) - Assessoria de Imprensa

Tamanho da letra A- A+

 
e4aaa117628a3c06e10b557072eb1f97.jpg

Há pouco mais de 20 dias a direção administrativa da Santa Casa de Osvaldo Cruz passou para novo comando, com a nomeação do diretor de Controladoria da Prefeitura, Heber Carlos Martins, como o substituto de Raymundo Machado na função.
 
E a nova administração começa a mostrar balanços animadores sobre o único hospital público da cidade. “O nosso déficit mensal que era no valor de R$ 89 mil hoje caiu para R$ 16 mil, mas fechamos o mês de julho zerados no que se refere a dívidas porque tínhamos algum dinheiro em caixa e conseguimos pagar todas as contas”, adianta Martins.
 
Segundo o diretor administrativo, o novo perfil da administração da Santa Casa local é o de considerar o hospital como uma empresa. “Eu não posso gastar mais do que ganho. E temos conseguido implantar essa mentalidade aqui. Para fazer as compras, a Santa Casa tem que ter dinheiro para pagar”, justifica.
 
Além das contas, a Santa Casa passa por mudanças também em sua estrutura. O Pronto-Socorro é um dos locais a passar por adequações, com a instalação de cadeiras e reforma no balcão. “Tudo isso faz parte da política de humanização que temos implantado dentro do hospital. E essa é a palavra-chave da administração”, afirma o diretor administrativo.
 
Mortalidade
 
A direção administrativa da Santa Casa divulgou esta semana os números da mortalidade por faixa etária nos meses de junho e julho (período de intervenção municipal) em comparativo com o mesmo período do ano passado.
 
Segundo a administração, o índice mensal de mortes (causadas por diversos fatores, que vão de causas naturais a complicações por acidentes) permanece estável. Os números desmentem boatos de que a taxa de mortalidade de pessoas internadas na Santa Casa local teria aumentado após as mudanças por que passaram o hospital.
 
“Fizemos um balanço referente aos meses de junho e julho de 2010 e 2011 e obtivemos um empate. É claro que a morte não é normalidade para nós, mas, em se tratando de números e dados, tudo continua igual”, declara Heber Martins.
 
ÍNDICE DE MORTALIDADE POR FAIXA ETÁRIA NA SANTA CASA DE OSVALDO CRUZ
 
< 1 ano
39 a 40 anos
41 a 50 anos
51 a 60 anos
61 a 70 anos
71 a 80 anos
81 a 90 anos
91 a 100 anos
Junho 2010
1
0
0
0
4
10
7
1
Julho 2010
0
0
5
2
2
3
3
1
Junho 2011
1
1
2
1
4
12
5
0
Julho 2011
0
0
0
1
4
6
3
0
 
ÍNDICE DE MORTALIDADE POR SEXO NA SANTA CASA DE OSVALDO CRUZ
 
 
Masculino
Feminino
Total
Junho 2010
11
12
23
Julho 2010
10
6
16
Junho 2011
14
12
26
Julho 2011
6
8
14
Fonte: Santa Casa de Osvaldo Cruz
 
  • Nenhum registro encontrado
Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados