Osvaldo Cruz, Segunda, 17 de Junho de 2019

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 04/05/2010 às 11h01:

Casa de Apoio ao Cidadão se torna exemplo de atendimento

No primeiro ano, mais de 7,4 mil pessoas passaram pela Casa na cidade de Marília

Daniel Torres (MTb.: 51.540/SP) - Assessoria de Imprensa

Tamanho da letra A- A+

 
444a56d9494cdcb355bf05f98d1ff6c7.jpg

A Casa de Apoio ao Cidadão, da Prefeitura de Osvaldo Cruz, instalada na cidade de Marília, completou um ano de funcionamento no dia 28 de abril, e já se tornou exemplo de atendimento para outros municípios que também enviam pacientes para aquela cidade. E para comemorar a data, o Fundo Social de Solidariedade promoveu uma solenidade no local com a presença de autoridades e pacientes.
 
O prefeito Valter Luiz Martins, que estava em viagem a São Paulo, foi representado pelo vice, Luiz Antônio Gumiero e pela primeira-dama e presidente do Fundo Social, Marilza Cavallini Martins. O secretário municipal da Saúde, Luiz Sérgio Mazzoni, a coordenadora do Fundo Social, Vera Lúcia Alves, o presidente da Câmara, Paulo Roberto Benito, entre outros vereadores e secretários, além do pároco local, padre Marcos de Azevedo e parte da imprensa osvaldocruzense também marcaram presença.
 
Um almoço marcou a confraternização e depois, um bolo de aniversário foi servido para encerrar os festejos. “Essa casa veio dar qualidade de vida às pessoas que fazem tratamento em Marília e depois dele, elas possam ter um aconchego. Esse projeto é a ‘menina dos olhos’ do Valtinho”, exalta o vice-prefeito.
 
Avaliação
 
Ao longo do primeiro ano de funcionamento, o órgão atendeu a 7.456 pessoas, tendo uma média de 50 pessoas por dia. São investidos aproximadamente R$ 7 mil por mês no sustento da casa, que dispõe dos serviços de refeição, cozinheiras, nutricionista, enfermeiros e também o serviço de transporte de pacientes, sem contar a infraestrutura oferecida no local com sala de estar com TV, quartos com camas e banheiros com chuveiro.
 
“A Casa foi planejada para receber pacientes que são trazidos a Marília, cujas especialidades não são atendidas em Osvaldo Cruz, e para dar a eles um tratamento especial. O atendimento é totalmente gratuito”, salienta o secretário de Saúde, Nenê Mazzoni.
 
A avaliação neste primeiro ano de funcionamento, segundo o Fundo Social de Solidariedade, é positivo. “Esse investimento é um dos melhores da administração. Antes, os pacientes ficavam na rua, embaixo de árvores”, explica a presidente do Fundo Social, Marilza Martins. Para a diretora do órgão, Vera Morena, além de alcançar os objetivos, as metas estipuladas têm sido atingidas a cada dia. “O projeto atende diretamente ao cidadão tanto na área da saúde, porque são pacientes e acompanhantes, como na área social, porque são acolhidos com conforto”, comenta.
 
Pacientes
 
Inaugurado em 2009, o órgão atende a pacientes e familiares que se tratam em hospitais de Marília e não têm onde descansar ou se alimentar após as consultas, antes do retorno a Osvaldo Cruz.
 
Atendida pela Casa, a paciente Célia Aparecida da Silva afirma que só tem a comemorar. “Aqui a gente tem um apoio que beneficia muito, desde o descanso, a alimentação, porque nem sempre a gente vem com o bolso disponível para pagar um lanche. Para mim, pelo menos, isso representa muito”, declara.
 
“Aqui na casa nós podemos contar com o descanso e a tranquilidade, como se estivesse em minha casa”, diz o paciente Angelim Mobilon Neto.
 

A Casa de Apoio ao Cidadão funciona na rua João Valverde, 138, no Bairro Fragata, em Marília, que é aberta das 6h às 20h. Mais informações podem ser obtidas no Fundo Social de Solidariedade de Osvaldo Cruz ou pelo telefone 3528-1090.

  • Nenhum registro encontrado
Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados