Osvaldo Cruz, Segunda, 17 de Junho de 2019

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 15/01/2013 às 18h37:

Social entrega donativos a vítimas de inundação na vila Esperança

Situação está controlada na cidade, mas ainda há problemas em duas pontes na zona rural

Daniel Torres (MTb.: 51.540/SP) e Giuliano Panvéchio (MTb.: 46.291/SP) - Assessoria de Imprensa

Tamanho da letra A- A+

 
017abd9e2fed6fdf869bec75f3615877.jpg

As fortes chuvas que atingiram toda a região da Nova Alta Paulista entre domingo, 13, e segunda-feira, 14, atingiram um total de 169 pessoas pertencentes a 47 famílias na área urbana, todas da vila Esperança e comprometeram duas pontes na zona rural.

De acordo com o major policial militar Andrius Almeida, coordenador regional da Defesa Civil do Estado de São Paulo, a situação está controlada e o objetivo é assistir materialmente as pessoas que perderam parte ou quase a totalidade de seus pertences.

“Não penso que seja caso de calamidade pública porque as famílias inclusive já voltaram para suas casas. O momento é socorrer as primeiras necessidades, por isso a Prefeitura deve encaminhar um caminhão até São Paulo onde iremos fazer a doação de colchões, cobertores e outros utensílios”, explicou o major Almeida ao reforçar que as famílias foram acolhidas pela área social do município.

O Fundo Social de Solidariedade montou uma base de apoio às famílias no Centro Comunitário “Antônio Rossi Morelli”, na vila Califórnia, que serve também como um dos pontos de arrecadação de donativos às vítimas.

A Secretaria de Saúde também montou um esquema de plantão para atender as vítimas e convoca a população a doar remédios em prol da comunidade atingida.

Na tarde de segunda-feira a Defesa Civil do Estado em conjunto com a Comissão Municipal de Defesa Civil (Comdec) realizou o relatório dos estragos e o impacto social das enchentes na vila Esperança.

Além de Osvaldo Cruz a Defesa Civil do Estado constatou enchentes em Presidente Venceslau e Presidente Epitácio. “Em Venceslau a Prefeitura deve decretar estado de emergência”, completou a autoridade policial.

30 caminhões de entulhos

A Secretaria Municipal de Operações Urbanas de Osvaldo Cruz fez um mutirão de limpeza na vila Esperança na segunda-feira. A Prefeitura informou que um volume capaz de lotar até 30 caminhões foi retirado do bairro de forma emergencial. O lixo estava principalmente em áreas públicas e nas bocas de lobo e galerias.

De acordo com o secretário, Adelino Alves da Silva, garrafas do tipo pet foi o tipo de material mais encontrado entre os entulhos que estavam nas galerias de águas pluviais (para chuvas) da vila Esperança. “Isso compromete o escoamento de água e por isso pedimos a colaboração dos moradores no sentido de que não joguem lixo nas ruas ou nas galerias”, disse Silva.

Ao ser indagado sobre se a Prefeitura promove a limpeza do local, Adelino afirmou que três vezes por semana o caminhão de coleta de lixo passa pelo bairro, assim como em toda a cidade. “Agora estamos liberando espaço na usina de reciclagem e compostagem de lixo e pretendemos retomar os mutirões de limpeza, que eram realizados duas vezes ao ano. Esses mutirões são importantes para a retirada de outros tipos de materiais, que podem causar problemas como esse da vila Esperança”, enfatizou o secretário.

Crédito da foto: Giuliano Panvéchio
  • Nenhum registro encontrado
Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados