Osvaldo Cruz, Sábado, 17 de Novembro de 2018

Sua Opinião?

Qual o maior desafio da nova administração?

publicado em: 24/01/2013 às 17h12:

Prefeitura recupera asfalto da rotatória da Linoforte

Local era alvo de reclamações por causa de buracos na pista, que dá acesso à saída para Salmourão

Daniel Torres (MTb.: 51.540/SP) - Assessoria de Imprensa

Tamanho da letra A- A+

 
8c6c0e57845157326072f0d6404591c4.jpg

A Prefeitura de Osvaldo Cruz deu início na manhã desta quinta-feira, 24, às obras de recuperação do asfalto da rotatória nas proximidades da indústria Linoforte.

O local era alvo de reclamações por causa dos buracos que haviam tomado conta da pista.

Segundo o diretor do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), Christovam Olivel Peres, o material usado no recape do local é o Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), o chamado asfalto quente e a obra estava prevista para ficar pronta até o meio da tarde.

“A empresa é ágil, tem um material adequado, pessoal experiente e, por isso, faz um trabalho perfeito e bem rápido”, comentou Peres.

Semáforos

Outro problema diagnosticado pelo Demutran é o mau funcionamento de alguns semáforos da cidade.

Segundo o diretor de Trânsito, a demora no envio de peças por parte das empresas fabricantes dos aparelhos compromete a agilidade dos serviços de manutenção.

“Os semáforos são adquiridos através de licitação e, infelizmente, alguns aparelhos foram comprados de empresas de fora do estado, vencedoras da licitação, o que dificulta a remessa do material para a manutenção”, explica Christovam Peres.

Os sinaleiros instalados nos cruzamentos da avenida Brasil com as avenidas Presidente Roosevelt e Dr. Miranda datam de 2009 e foram comprados de uma empresa de Junqueirópolis, o que facilita o envio de peças para manutenção e a assistência técnica.

“No domingo, o semáforo da esquina da Roosevelt com a Brasil apresentou pane devido à queima de uma fonte de energia, mas, logo na segunda-feira a peça foi trocada e o aparelho voltou a funcionar normalmente. É apenas uma questão de se detectar o defeito, notificar a empresa, adquirir a peça e realizar a troca”, disse o diretor.

O mesmo acontece com o digitalizador (aparelho que mostra o tempo de passagem em contagem regressiva). Segundo Peres, as peças com defeito já foram solicitadas para troca à empresa fabricante, na cidade de Três Corações (MG), mas a distância dificulta a assistência técnica e prolonga o tempo do mau funcionamento do aparelho.

Crédito da foto: Daniel Torres
  • Nenhum registro encontrado
Dê sua opinião!

 

 

 
Carregando
 
 
 
 
 

Prefeitura de Osvaldo Cruz

Praça Hermínio Elorza, nº448, CEP: 17700-000 - Telefone: (18) 3528-9500

Todos os direitos reservados